sábado, 30 de julho de 2016

O PRIMEIRO PATCHWORK A GENTE NUNCA ESQUECE

Patchwork... Acho lindo mas perigosíssimo. Sempre procurei manter distância segura. Tenho consciência de que, tomada a primeira dose é irreversível, o vicio se instala.
Então, esta semana, num dia de costura de panos de prato, ligo o computador num curso de patchwork para iniciantes. Penso: só vou escutar um pouco enquanto trabalho. Não pode me fazer mal.
Notebook do lado esquerdo, máquina de costura à frente, a professora muito simpática na tela, falando, cortando, costurando... Um olho no trabalho e o canto do olho na telinha.

Aconteceu. Os próximos panos de prato começaram com algumas tiras de retalhos cortadas... Afinal, porque não?


Resultado: o primeiro patchwork a gente nunca esquece. :)))



As primeiras barrinhas para os panos de prato com aproveitamento de retalhinhos nasceram. Um patch cheio de defeitos. Muito defeituoso mesmo mas eu o achei lindo!



Os panos de prato ficaram alegres e coloridos. O Grupo de Costura ganhou mais 3 panos. Isto é bom.

E depois, sem que eu percebesse ou tivesse a intenção, a caixa de retalhos pulou para as minhas mãos e, agora, sobre a base de corte, conjuntinhos de faixas esperam para mais aventuras.



Que Nossa Senhora das Patchworqueiras me salve! Amém!

quarta-feira, 27 de julho de 2016

APROVEITAMENTO DE MATERIAIS PARA OS PANOS DE PRATO

O Grupo de Costura ganha a maior parte dos materiais para enfeitar os panos de prato.
Muitas vezes, estas doações são intimações para botar a cabeça para funcionar no aproveitamento delas.
Este foi o caso destas tirinhas.

Material  suficiente para enfeitar um pano de prato 
Material para seis panos de pratos caso fosse cortada ao meio e aproveitadas as duas partes.
Depois de um dia de trabalho, mais sete panos ficaram prontos.


Os resultados não muito satisfatórios:

Observação para as minhas amigas que não entendem português: as legendas, nas fotos, falam da desagradável ilusão de ótica causada por este viés. As medidas estão perfeitas mas, parece torto.

Ilusões de ótica à parte, acredito que, quem doou as tirinhas, ficará satisfeita com a valorização delas, nos panos de prato.


Hoje, partimos para mais alguns panos, desta vez com aproveitamento de retalhinhos.


sábado, 23 de julho de 2016

YOLANDA ANDRÉS A BORDADEIRA

Fonte: www.yolandaandres.com/index.html
Novamente, através do Pinterest, conheço uma bordadeira incrível:  Yolanda Andrés.
Formada em Belas Artes,  Design Gráfico e Audiovisual, largou os óleos e acrílicos por causa da filhinha que possuía uma saúde precária.
Como já possuía intimidade com fios e agulhas uma vez que cresceu, entre eles, na retrosaria da mãe, voltou-se para o bordado.
Encantou-me a forma como mistura os pontos formando figuras de texturas inacreditáveis.


Fonte: www.yolandaandres.com/index.html

Fonte: www.yolandaandres.com/index.html

Fonte: www.yolandaandres.com/index.html
Fonte: www.yolandaandres.com/index.html

Fonte: www.yolandaandres.com/index.html

Fonte: www.yolandaandres.com/index.html

Fonte: www.yolandaandres.com/index.html


Convido os que, como eu, são apaixonados por bordado, a conferirem o trabalho de Yolanda aqui.



quarta-feira, 20 de julho de 2016

NEVE PERFUMADA


Quem falou que não temos neve no nosso inverno?
Temos sim. E é neve perfumada.
Os pés de rosmaninho estão lindos!

terça-feira, 19 de julho de 2016

SINTONIA ERRADA,FALTA DE LEITURA OU TOLERÂNCIA BAIXA?

Habitualmente tenho o maior prazer em responder as indagações que recebo sobre algo das postagens deste ou dos outros blogs.

Habitualmente procuro, com o maior entusiasmo, na medida do possível, ensinar, dar detalhes sobre meus trabalhos, orientar sobre maquinas ou materiais que conheço, etc

Habitualmente tenho o maior respeito, paciência e tolerância para com as perguntas tolas.

Mas, hoje, chegou um comentário anônimo, no outro blog “Jeito Mineiro de Ser” nesta postagem aqui, que me deixou de boca aberta.

A postagem é um tutorial sobre bordado em tecido quadriculado, o sexto de uma série, carinhosamente preparados por mim. A criatura me pergunta como fazer para adquirir “estas revistas”.


Alôôôô!!!! Brincadeira, não? Problema de sintonia, de leitura ou minha tolerância está muito baixa? 

segunda-feira, 18 de julho de 2016

GESTANTES


O ipê está pelado.
Ou melhor, os ipês estão pelados.
É inverno, faz frio, há falta de chuva.

O ipê dorme, hiberna?
Não! O ipê vive vida intensa secreta e internamente.
O ipê gesta futuras flores.


Como eu, o ipê só parece que dorme.
Gestantes.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...